Ultimamente tenho sentido uma dificuldade enorme em me expressar. Explico: acho fácil falar sobre qualquer assunto, desde que o mesmo não diga respeito a mim.
Como é estranho não conseguir teorizar o emaranhado de pensamentos que rondam minha cabeça. Já cansei de me rotular, de me “coisificar” por isso. Sei que a única coisa palpável nisso tudo é a tristeza, o vazio, o excesso de lágrimas e a sensação cada vez mais real de que relacionamento humano é desafiador. Às vezes tem um peso insuportável, outra hora uma leveza desconcertante. Haja tinta para tanta parede e talento para tanta arte. Não são só as flores que murcham… as raízes, flores que não aparecem e crescem para dentro da terra, como me foi dito um dia, simplesmente morrem. Nasci raiz…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.