Eu sempre escrevo frases avulsas no meu msn e hoje estava um trecho de uma música do Zeca Baleiro que dizia “… o meu coração não quer dinheiro, quer poesia!”. E não é que um dos meus contatos me mandou um Drummond de arrasar? =)
O seu santo nome
 
  Não facilite com a palavra amor.
Não a jogue no espaço, bolha de sabão.
Não se inebrie com o seu engalanado som.
Não a empregue sem razão acima de toda razão (e é raro).
Não brinque, não experimente, não cometa a loucura sem remissão
de espalhar aos quatro ventos do mundo essa palavra
que é toda sigilo e nudez, perfeição e exílio na Terra.
Não a pronuncie.
Carlos Drummond de Andrade
Related Articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.