Quero tempo para viver e não sobreviver. Para ler meus livros, ver meus filmes, ficar com as pessoas que amo, estar perto delas e fazê-las sentir isso. Tempo para saborear uma fruta, ouvir aquele cd que tanto gosto, mas que está lá encostado porque não está em formato mp3 e por isso demanda tempo para sentar e ser apreciado. Quero tempo para dormir, acordar e voltar a dormir o melhor dos sonos que é o da manhã, quando a cama ainda está quentinha e a cabeça ainda está desligada desse mundo. Quero tempo para tirar do armário as coisas que não uso mais e quando estiver cansada, tirar um cochilo, sem a cobrança de “ter que acabar logo com aquilo”. Quero ligar para as pessoas que moram longe, mas que jamais são esquecidas e dizer-lhes o quanto elas me são caras. Enfim, quero tempo para ser uma pessoa que sabe ser feliz, mas se esqueceu como é ter essa sensação. Espero ainda ter essa chance. Espero ainda ter esse tempo.
Related Articles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.