Fetiche? Sonho de consumo? Delírio feminino? São tantas expressões para explicar a relação da mulher com o sapato, que talvez sempre caberá um modelo para um sentimento e não apenas para uma situação.

Amo sapatos. Sei que não é uma exclusividade minha. Aliás, a excessão é não gostar. Sempre ouvia de minha mãe, com toda sua sabedoria, a expressão “Vá a pé, mas bem calçada”.Muitas vezes, mais do que um carinho para os pés um bom sapato no dia e na hora certa, acabam sendo uma massagem no ego, uma injeção de carinho. É maravilhoso se presentear com um modelito que pisca para você na vitrine e te transforma, mesmo que por segundos, num mulherão, não é?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.